3.11.15

[ Resenha #141] O Livro dos Negros - Lawrence Hill



Titulo: O Livro dos Negros 
Autor: Lawrence Hill
Editora: Primavera
Páginas: 408
Avaliação: 5/5 
Sinopse: O Livro dos Negros conta a história de Aminata Diallo, uma das personagens femininas mais fortes 
e marcantes da ficção contemporânea. Aminata foi sequestrada, ainda criança, na África, e vendida
como escrava na Carolina do Sul.
Após a Revolução Americana, ela foge para o Canadá e escapa da vida de escrava para tentar uma nova história em liberdade. O livro traz uma história que nenhum ouvinte e nenhum leitor esquecerão.


O Livro dos negros, foi cedido pela editora Primavera Editorial, para resenha aqui no blog e eu agradeço imensamente pelo prazer que foi ler está obra. 

O Livro é dividido em 4 partes, e logo no inicio da estória conhecemos Aminata Diallo, uma senhora de idade que busca frente as autoridades libertar definitivamente todos que um dia foram escravos, os que ainda poderão ser e os que são. Está senhora luta pelos direitos do ser humano livre, assim como ele foi criado por Deus. Mas para chegar até onde está neste momento Aminata passou por muito sofrimento e dor, é exatamente sobre isso que ela irá narrar nas 3 primeiras partes que compõem a divisão da narrativa. 

O autor buscou trazer ao leitor um misto de verdade e ficção, sendo estes misturados de uma forma tão bem elaborada que apenas estudiosos podem realmente dizer o que é verdade e o que é ficção. Acredito que muitas passagem mesmo que duras, foram amenizadas, para não causar um choque tão grande ao leitor, enfim.



Aminata vai nos relatar tudo sobre sua vida, até sua fase idosa. Ela começa por seu rapto, quando ainda possuía apenas 11 luas ( contagem de idades, que a população da aldeia dela fazia), neste inicio a menina ainda assustada e sem entender o que acontecia, segui em fila indiana com mais outros tantos homens, mulheres, crianças, idosos e grávidas, todos nus, passando vergonha por mostrarem suas intimidades, amarrados e sendo humilhados por outros negros e alguns brancos. Nesta trajetória Aminata conhece um menino por quem vai se identificar logo e eles vão de alguma forma ajudar um ao outro neste processo de sobrevivência. 

Em um primeiro momento todas aquelas pessoas que estavam sendo raptadas, eram tão ingenuas que acreditavam estar indo para um local onde fossem ser comidas, parece estranho, mas naquela época algumas aldeias africanas eram canibais e a possibilidade de virar comida os dava muito medo. No transporte do Návio Negreiro o livro começa a tomar uma proporção muito triste e muito realista, determinadas passagens que contavam as condições de higiene e alimentação dava tanta repulsa que por vezes senti náuseas fortíssimas e podia sentir mal cheiro só de pensar. 


Em resumo há três partes de suma importância no livro, toda a travessia no navio negreiro, a chegada em terra firme e a influência que Aminata exercia para sua comunidade. Tudo isso vocês vão compreender perfeitamente bem na leitura do livro. Mas só para explicar mais ou menos, desde menina a protagonista desta estória era muito inteligente e foi sem dúvidas a sua inteligencia que proporcionou com que estivesse viva para contar toda sua vida, por mais que Aminata fosse inteligente para aprender muitas coisas que outros negros não tinham tanto aptidão, por vezes a achei muito influenciável, diversas vezes tive raiva de sua inocência, contudo em um contexto geral creio que era impossível não ter fé, assim como ela teve todo o tempo. 

A obra teve um impacto muito grande para mim, é uma leitura densa, mas extremamente rápida ( se você tiver estomago para tudo que ela narra). O livro possui páginas amareladas e uma nota do autor que vale ser lida. Além de possuir várias notas de rodapé do editor, para que o leitor leigo possa se situar melhor na narrativa, a primeira edição do livro apresenta alguns erros de digitação, mas nada que atrapalhe a leitura e eles não são frequentes. É um livro super recomendado e de tirar o folego.

Dados: Livro de tamanho comum, capa brochura, folhas amarelas e letras grandes. 

Espero que possam ler, 
beijinhos da Lêeh 

- Mandem ideias de post e assuntos que querem saber aqui no blog, eu leio tudo com muito carinho e com certeza se a ideia estiver ao meu alcance , virará post. 



                                             Instagram  | Fan Page | Skoob Twitter | YouTube


38 comentários:

  1. Leêh! Sempre amo seus posts! Faz tempo que não leio um livro denso, ultimamente tenho lido livros bem leves. Este livro me pareceu muito interessante, adorei a resenha!
    Beijos!
    Quando puder passe no meu blog, fiz o primeiro post com um vídeo, espero que possa gostar!

    http://meusdespropositos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Leêh! Sempre amo seus posts! Faz tempo que não leio um livro denso, ultimamente tenho lido livros bem leves. Este livro me pareceu muito interessante, adorei a resenha!
    Beijos!
    Quando puder passe no meu blog, fiz o primeiro post com um vídeo, espero que possa gostar!

    http://meusdespropositos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Nossa que livro interessante, de ser uma história muito forte, seria e importante, pelo titulo e capa não imaginava isso, me pareceu um livro de fotografias, que eu acho muito bonito, mas não tem toda a carga que esse livro quer mostrar.
    Mais um livro para minha lista enorme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu já tinha um certo interesse nesse livro mas com a sua resenha eu fiquei ainda mais. Estou certa de que a leitura será pesada, são detalhes que eu não gostaria de ler mas que acho de extrema importância que estejam descritos. Só acho que a capa dele, poderia ser um pouquinho melhor

    ResponderExcluir
  5. Ola Le acredito que esse livro seja de suma importância para todos, mostrando o quanto ela sofreu e lutou por seus direitos. Acredito que sofreu muito, e a leitura não deve ter sido fácil, afinal ler injustiças nos deixa muitas vezes impotente. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Esse tipo de leitura deveria ser passado na escola como leitura obrigatória, para esses jovens verem o mundo de verdade. Já que hoje em dia tudo está de cabeça pra baixo,
    ótima resenha e obrigada por apresentar um preciosidade como essa obra,
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Olá, Lêeh. Achei muito interessante o livro. Eu gosto e já vi alguns filmes que tratam a luta dos negros, porém nunca li um livro. Obrigada pela dica. ;)
    Abraços!
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  8. Nossa que livro bacana! Achei uma abordagem interessante. Apesar da ficção a gente sabe que muitos negros sofreram e muito com a escravidão e mesmo quando se tornaram livres ainda assim tinha muito preconceito.
    Esss livro ebtei para a minha lista de desejados...
    Abraço.
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  9. Oiii!

    Eu não conhecia esse livro, mas tenho certeza que essa obra é essencial para todos.
    Acho genial esse tipo de livro pois no ensina muito! Eu acho que o tema é um pouco denso, mas eu gostei de saber que a escrita é leve porque acho que isso acaba atraindo mais ainda os leitores.
    A dica está mais que anotada e parabéns pela resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Uau, que sinopse é essa? Fiquei mega curiosa para conferir a leitura o mais rapido possivel. Tenho certeza que serei impactada também pela leitura e me emocionarei. Quero comnferir o mais rápido possivel.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olha eu já tinha lido uma resenha sobre esse livro e sinceramente gostei bastante da maneira como ele foi abordado pelo o autor e tudo mais, mas eu não sei se leria viu amiga?? Acho que é um livro como tu disse tenso e forte e acho que tem que ter um certo clima para poder ler. Mas gostei da maneira como desenvolveu o seu texto. Percebi que você mesma se sentiu impressionada com a estória. Eu gosto desses livros que falam sobre os negros desde da escravidão até os dias de hoje que sofrem preconceitos. Acho que esses assuntos deveriam ser mais abordados sabe? Acho que poderia conscientizar muita gente.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/resenha-pandemonio.html

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Não conhecia o livro e nunca tinha lido uma resenha. Eu, as vezes, fujo de livros densos e marcantes. Muito bom conhecer um pouco sobre o que um negro passou durante a escravidão, os preconceitos que eles sofrem até hoje.
    beijos e parabéns pela resenha
    www.conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. li uma resenha sobre este livro dias desses e admito que não me animei tanto , não por acreditar que o livro seja ruim ou algo do tipo , não longe disso, achei a premissa muito interessante mais por se tratar de um livro denso e forte optei por não lê-lo no momento

    ResponderExcluir
  14. Eu gosto bastante de livro que retratam esse tema. Eu fui criada numa família que foi dona de escravos. Minha bisavó por parte de mãe, na fazenda que nós herdamos tem até hoje o tronco. A história que chegou até nós, é de que ela era muito boa e nunca machucou nenhum escravo. Mas, ninguém realmente sabe. Apesar de achar interessante essas histórias, nem sempre tenho estômago pra ler. É comum eu ficar bem mal, dependendo dos relatos. Mas adorei a dica, não conhecia o livro e achei bem interessante, assim que possível irei procurá-lo.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  15. Oi! Tudo bem?

    Eu já vi esse livro por aí. Acho a trama incrível! O fato da temática ser um assunto que precisa ser discutido me deixa bem curiosa para ler. Gostei de saber que o autor mistura realidade e ficção! :)

    Como sugestão de post, gostaria de ver playlist da semana por aqui.

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Não faz muito tempo que recebi a indicação desse livro, e confesso que me chamou muito a atenção pela trama. É algo que vai me deixar colada as páginas, com esse enredo intenso e emocionante. Sua resenha apenas confirmou a minha vontade de ler esse livro.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  17. O tema que o livro aborda e bem forte, o pior de tudo é que ainda nesse tempo moderno existe pessoas racista, e saber que essa senhora passou por tudo isso foi vendida e escrava é de emocionar, concordo com ela todos nos somos filhos de deus.

    ResponderExcluir
  18. Olá
    Não conhecia esse livro..e apesar de a leitura ser bem forte e comovente ela senti que esse é aquele livro que te prende do começo ao final e que vc só consegue parar depois de ler a última palavra da última página,gosto bastante de livros em que o autor(a) narra a própria estória e com certeza ele já estará nas minha listinha de leitura :)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/01/lancamento-de-janeiro-editora-arqueiro.html#comment-form

    ResponderExcluir
  19. É a primeira resenha que leio sobre essa obra, e confesso que me interessei bastante. Adorei o tema tratado, e imagino que seja algo intenso mesmo. Espero poder ler em breve. Essa capa ficou muito linda, combina com a história.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  20. Acho que o livro apesar de ser bem denso deve trazer uma história bem interessante. Ainda bem que apesar disso, a trama tem uma leitura rápida. Uma coisa que me chamou atenção foi o fato do autor trazer ao leitor um misto de verdade e ficção como você bem pontuou, isso é diferente e super interessante nesse livro.

    Beijos
    Vento Literário / No Facebook / No Twitter

    ResponderExcluir
  21. Apesar de não gostar de ler livros de não-ficção e biografias, gosto muito quando essas se intercalam a tramas de ficção como é o caso desse livro, e por isso eu me interessei muito pelo mesmo. Gostei bastante da sua resenha, foi bem clara e objetiva, parabéns!

    ResponderExcluir
  22. Adoro enredo que mescla a realidade com a ficção, e principalmente que aborda um tema que nunca me canso: escravidão.
    Mesmo o livro sendo denso é dica de leitura que anoto porque ele tem conteúdo significativo.
    Ótima resenha.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Gosto muito de histórias assim que mostram a superação de pessoas que passaram pelo pior da vida, principalmente quando são situadas na África, pois sabemos que lá a vida não é fácil, principalmente para as mulheres.
    Fiquei feliz em saber que é uma leitura rápida, e que mexe com o leitor, sem dúvidas irá entrar para os meus desejados.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  24. Olá!

    Achei a proposta do livro super diferente e muito importante.
    Enquanto eu lia sua opinião sobre a obra fiquei curiosa e um pouco abismada com a realidade de algumas pessoas, nós sabemos que existe crueldade no mundo, mas "presenciar" isso é muito doloroso, não sei se o leria no momento, pois estou em busca de leituras leves, mas quem sabe um dia né?

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oiiie Lêh,

    Não conhecia o livro, mas achei mega interessando, porque é uma realidade, infelizmente, mais é, sabemos que existem ainda mulheres, crianças, que são tratadas dessa forma desumana. Vou procurar esse livro para ler, adorei a sua dica.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Parece ser um livro maravilhoso, mas não sei se teria estomago para ler.
    Acho importante livros assim, pois são inspiradores. Só não entendi se a estória dr Aminata é real ou não, quer dizer se Aminata existiu... Pois a escravatura foi real. Parabéns pela leitura e pela resenha.

    Beijos

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Leticia, eu sempre tive vontade de ler esse livro mas nunca tive oportunidade, espero conseguir lê-lo esse ano e ver se realmente vou gostar dele. Mas confesso que sua resenha me cativou a ir atrás o quanto antes, parece incrível!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  28. Muito tocante essa história, só pela sua resenha já se imagina o quanto de reflexão, emoção e sentimentos conflitantes teremos ao ler esse livro. Eu li no mesmo estilo chamado Negras Raízes do Alex Hailley, acho que é assim que escreve nome...
    Enfim, o livro contava a história verídica de gerações de família do autor até chegar a ele nos EUA, uma remontagem emocionante da árvore genealógica dele desde épocas tribais.
    Vou anotar sua sugestão pois negras raízes se tornou um dos meus proferidos com esse tema também.
    Beijos
    Giuliana
    Clube do Livro & Amigos | Curta no FB

    ResponderExcluir
  29. Olá,
    Eu não gosto de ler livros que mostrem muito sofrimento, porque eu me sinto mal. A história parece ser muito bonita sim e emocionante também, mas quando vi seu comentário que você sentia náuseas, fiquei com o pé atrás. Não se eu teria coragem de ler.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  30. Que história mais chocante, acho que eu não teria estômago para entrar de cabeça em uma leitura assim sem sofrer a dor desses personagens. Imagino quão abalados psicologicamente cada um deles estavam vivendo essa situação. Com certeza esse é um livro para ser lido com total atenção, mas acredito que não em qualquer momento.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    Eu confesso que tenho estômago um pouco fraco, mas gosto de histórias densas e me interesso por essas questões, então acho que gostaria de ler o livro. Vou colocar esse livro na minha lista de leitura em um momento mais tranquilo porque quero me dedicar a ele. Pelo o que vi aqui, é um livro que merece realmente muita atenção! Te entendo na questão do enjôo, eu li um assim e passei um pouco mal também que foi escravas de coragem. Amo páginas amareladas *-*

    ResponderExcluir
  32. Oi Leticia,
    Que livro é esse meninaaaa :O
    Como eu não sabia dele ainda? Estou encantada com a capa, a sinopse e o que possivelmente poderei encontrar nessa leitura. Uma ficção mas que formas tristes pode ser real, e pode ser vivenciado por alguém que conhecemos e amamos. O preconceito ainda é real e de forma cruel presenciei cenas lamentáveis. Eu preciso ler esse livro, preciso conhecer essa história, preciso viver essa experiência pelos olhos de uma personagem tão forte.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  33. Oi Letícia!
    Adorei a forma como você descreveu a história, eu também li o livro!
    Aminata passou por várias coisas, mas nunca perdeu a fé e ganhou conhecimento e sabedoria ao longo da vida.
    Eu amei a forma da autora narrar, as vezes parecia cantigas e sempre começava com a personagem para depois falar de sua trajetória.
    Me senti angustiada, queria entrar na história e modificá-la e isso, todo este preconceito, ainda é real, infelizmente...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Olá!
    Não conhecia esse livro, e meu coração sempre fica apertado quando leio sobre a escravização dos africanos. Tanta dor, tantas vidas destruídas... enfim.
    Gostei muito da sua resenha, passa muito bem a mensagem do livro e como você se sentiu lendo ele.
    Adorei seu blog, flor!
    Beijos
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Oi Leticia! ^^
    Esse livro parece ser bem pesado por relatar com tanto detalhes e profundidade as condições e tristezas dessa época. Essa é uma leitura que acho bastante necessária, apesar de saber que irei chorar bastante. A história sobre a escravidão é algo duro e difícil.

    Beijos e até logo! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  36. Olá,
    Essa deve ser uma obra eletrizante, na qual, não dá vontade de largar.
    Mesmo sendo ficção, podemos ver um pouco da vida dos nossos antepassados. É bem triste ver pessoas nessas condições. Fiquei bem curiosa quanto a escrita desse livro, queria saber como é relatada essa história, pois deve ter uma característica bem real.

    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
  37. Oi, Lêeh!
    Nunca que eu iria imaginar que por trás dessa capa teria uma estória tão interessante. Adoro livros densos e ultimamente tenho lido somente romances leves, sendo assim estou sentindo falta de um livro com uma carga literária maior. Fiquei completamente encantada pela tua resenha e, por mais que a minha lista de futuras leituras esteja enorme, vou colocá-lo como meta de leitura para esse ano.
    Muito obrigada pela dica, adorei mesmo!

    Beijos.

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Olá!
    Saber como as pessoas da época da escravidão sofreu é importante. Pois vemos que com muita luta a gente consegue mudar as coisas. A história me pareceu emocionante e forte.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir