8.12.14

Poema: Laços

Oi gente!

Fiquei sem postar essas semanas e hoje estou postando no dia errado (Ops, sorry) mas, agora que já estou de férias tudo vai voltar a se normalizar okay?

                   


Talvez não seja incapacidade de amar,

Talvez seja amar na medida certa
Sem exageros e sem cavar a própria caveira em algo.
Medo.
Talvez seja isso.
Medo de deixar para trás outros laços
Os que jurou ser pra sempre
Nos encontros ao acaso
Na obrigatória despedida
Agora
No futuro.
Desatar esse laço ainda é complicado
E mesmo com ele ainda aqui
Você chegou
Prometeu amor eterno e falou coisas que geralmente o coração gosta
E maqueia um falso "está tudo bem" e me diz que podemos levar a vida assim
Você se acostuma
Você está feliz
Olhe para você
Sorria
Os que estão a sua volta amam este sorriso
E você sorri
Porque uma parte de você gosta desse sorriso
Mas a outra ainda dá a mão ao sorriso do passado
Que tem a mesma forma
Mas motivos diferentes
Releia
Todos os textos do passado
Ouça todas as músicas
Mas não se permita sentir o que sentia
Faça agora novas trilhas sonoras
Novos encontros
Novos textos
Novas histórias
Novos caminhos
Novos amores
Mas E SE não der certo? 
Viva sem E SE 
Só viva
Respira
inspira
E taca pra frente coisas boas
faça planos...
Novas eras te cercam
Cadê o animo? 
Levante
Ame de novo
Solte a laço
Dançe
Ame do seu jeito
Porque amor não tem rótulo
Nem medida
Nem maneira
Amor é amor
Assim mesmo como ele é. 


→Laços


Comentem o que acharam e se liguem no instagram @despropositos para novidades sempre.


Alyne Lima

Um comentário:

  1. Ooooie
    Indiquei vocês para uma Tag: http://maisumleitor.wordpress.com/2014/12/08/tag-liebster-award/

    ResponderExcluir