8 de outubro de 2013

[Resenha #8] Eu sei o que você está pensando - John Verdon

Oi gente! Então, a resenha de hoje, de novo, eu peguei do meu outro blog, não gosto de fazer isso, e vou tentar evitar ao máximo. Mas essa resenha tinha que estar nos dois rs.

Esse livro começa propondo um mistério que parece insolúvel (e só piora a medida que você continua lendo). Um homem recebe uma carta pelo correio, que acaba assim: "Se alguém lhe dissesse pra pensar num número, sei em que número você pensaria. Não acredita? Pense num número de um a mil. Agora veja como conheço seus segredos.". O homem pensa no número 658, sem querer nada, e abre o envelope menor que estava com a mensagem. E quando ele abre, ele vê que quem quer que tenha escrito a carta, acertou em cheio. Como assim!? 
Esse homem é Mark Mellery, que continua  recebendo cartas ameaçadoras. Desesperado, ele vai até o seu antigo colega de faculdade, o Detetive David Gurney, que acaba de se aposentar.
David tem 47 anos e vive com sua esposa, Madeleine, numa casinha isolada. Depois de dedicar 25 anos à resolver crimes insolúveis, ele pegou a fama de "superdetetive", já que ele é extremamente inteligente e atento aos detalhes. Mas cansado dessa vida de policial, depois de ela ter lhe tirado tantas coisas, a pedido também de sua esposa, ele se aposenta. Mark, sabendo da fama do ex-colega, pede ajuda para ele. David acabou vendo um oponente à sua altura, e se envolveu nesse caso. E quando as ameaças terminam em morte, todos acreditam que o assassino simplesmente cometeu um crime impossível, deixando mensagens em forma de pistas e desaparecendo no meio da neve, no meio do nada!
David, com muita vontade de entrar nesse desafio, acaba aceitando trabalhar nesse caso. Onde o assassino é extremamente inteligente e detalhista, e tem ódio da polícia. O que coloca em risco o seu casamento delicado e até sua vida e a de Madeleine.

Número de páginas: 339
Editora: Arqueiro
Autor: John Verdon

O que eu achei...
Falando sério, eu queria ter escrito esse livro. A história é perfeita, e cada detalhe conta, nada fica de fora. Quando você pensa que o mistério acabou, só está começando. No decorrer da história mais pistas loucas e impossíveis vão aparecendo, e nada nunca é o que você pensou, e você tem que bolar uma nova teoria. Tudo que pensamos no início, é simplesmente ao contrário. As motivações, as pistas, as mensagens. Tudo. É uma trama muito envolvente e não dá pra parar de ler, até por que a cada capítulo surgem coisas novas. O final é simplesmente surpreendente!  E depois desse, com certeza vou ler outros do John Verdon. Aliás, tem outros, “Feche bem os olhos” e “Não brinque com fogo”, que são outras histórias com esse mesmo personagem.


 De forma magistral, Verdon mantém seu protagonista sempre um passo à frente do leitor. E cria o tipo de mistério que faria Sherlock Holmes perder o sono.”
                                                                                                          The New York Times


É isso galera, espero que tenham curtido, beijos e até a próxima!
Obs: Bem-Vinda Maria Antônia!






5 comentários:

  1. Obrigada, Dora!
    Já li esse livro e achei o final incrivel.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, acho que tu deixou bem explicado sobre o livro amei *-* bateu uma baita curiosidade de ler rs

    Lindo seu blog

    xoxo
    http://barbiedinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Dinha! É muito bom ver comentários assim *-*. Que bom que você gostou, e volte sempre rs

    ResponderExcluir
  4. Muito envolvente a historia do livro.
    Parabéns aqui esta maravilhoso :D

    http://rosimaradias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Agradecemos o carinho Rosimara, muito obrigada :)
    volte sempre :D

    ResponderExcluir