28 de abril de 2016

[Mãe,Tô lendo + Crônicas #1 ] A Máquina de Caminhar - Cristovão Tezza



Título: A Máquina de Caminhas | Autor: Cristovão Tezza | Páginas: 192 | Editora: Record | Avaliação:5/5 | Adicione a sua estante: Skoob 




Antes de qualquer coisa que eu diga nesta resenha, eu quero deixar bem claro que o autor virou um dos meus preferidos e que eu já fui até na livraria para saber de outros títulos que ele já escreveu. Então, está resenha corre um risco enorme de ficar bem cheia de palavras que expressem o quanto eu passei a admirar a obra de arte que este homem já maduro escreveu, principalmente nas 64 crônicas reunidas no livro em questão, tendo em vista ser o meu primeiro contato com a escrita do autor.



Logo na apresentação do livro, feita por Christian Schwartz, é possível ter uma pequena noção de que as crônicas reunidas em A Máquina de Caminhar, irão simplesmente perpassar por diversos contextos, temas, diversidades culturas e momentos da nossa história, além é claro de crônicas bem autobiográficas que são apresentadas como uma reflexão, um relaxamento ou um momento de tédio do autor, querendo que o tempo passe mais rápido.  Acredito, que neste momento de apresentação, eu ainda não tivesse entendido o que me esperava. 

É também na curta apresentação do livro, com menos de cinco páginas, que vamos entender o porque do título do livro e mais adiante, em uma crônica bem explicativa e cômica, vamos ter o completo entendimento de porque A Máquina de Caminhar além de dar título ao livro e também uma crônica.



Ao iniciar a leitura, me senti um pouco entediada, não sabia o que esperar e para minha decepção momentânea as quatro primeiras crônicas não me agradaram muito. Deixei o livro de lado e fui ler as poesias de Augusto dos Anjos, mas eu pensei: " preciso ler, afinal são 64 crônicas, não gostei de 4 delas, portanto ainda há 60 para que o autor me convença de que seu livro é bom". Não precisou de muita coisa, a quinta crônica me pegou de jeito, e depois disso foi difícil querer ler apenas 30 páginas por dia. 

Cristovão, têm uma forma de dizer o que pensa, o que está sentindo, de criar uma crítica mesmo que as vezes cômica ou sutil de modo a fazer o leitor, rir e ao mesmo tempo no porque está rindo se o assunto é sério.



Nas crônicas que davam sequencia ao livro, fui percebendo o quão grande era o repertório de leituras do autor, tendo em vista que ele faz boas críticas e indicações diversas de autores e livros e é claro que estas foram as crônicas que mais me chamaram a atenção, mesmo eu tendo marcado quase o livro todo. 

Ao longo do livro , contemplamos inúmeras imagens feitas por  Benett, que complementam a narrativa de modo com que o leitor possa visualizar o que será discutido ou apenas se deleitar com belas imagens ilustrativas, muito bem compostas. 

Fonte: Leiam esta reportagem !
Tezza é Brasileiro, já passou dos 60 anos, nasceu em Santa Catarina, mas é morador de Curitiba (que faz parte quase que integral de suas crônicas, arrisco dizer que é uma grande protagonista de suas crônicas),foi crônicas do Jornal Gazeta do povo por 6 anos , professor e escreveu os livros Trapo (1988), O espírito da prosa (2012) , Um operário em férias (2013), O filho eterno (2007) e O professor ( 2014). O romance O filho eterno públicado em 2007, rendeu ao autor, vários dos prêmios mais importantes da Literatura brasileira alguns deles foram: Jabuti, Portugal Telecom, São Paulo, Bravo! e outros. Na França recebeu o prêmio Charles Brisset de melhor livro do ano em 2012. E ainda hoje é um livro bem aclamado. ( Alguém têm dúvida de que eu quero ler todos esses livros ? Acho que não né ? ) 

Dados: Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record. Apresenta capa brochura, com orelhas. Folhas amareladas e algumas ilustrações. Composto de: Sumário, apresentação, 64 Crônicas, e um discurso do autor sobre suas crônicas e sua chegada no jornal Gazeta do Povo.

O que acharam do livro ?
- Precisamos organizar, mais leituras de Crônicas pessoal, isso está sendo muito bom e como esses autores estão me deixando com vontade de ler tudo que vejo pela frente. lol
Animação pura por aqui!
Vamos ler Tezza ?

- Mandem ideias de post e assuntos que querem saber aqui no blog, eu leio tudo com muito carinho e com certeza se a ideia estiver ao meu alcance , virará post. 

                                             Instagram  | Fan Page | Skoob Twitter | YouTube



18 comentários:

  1. Oi Leticia, eu não conhecia o autor e nem a obra, mas diante de sua empolgação, não tem como não querer conhecer sua obra, ainda mais se o autor se tornou um dos seus favoritos. Quero muito conhecer essa narrativa, por mais que não curta tanto esse gênero. Achei interessante saber que o livro também é composto por imagens.
    Beijos, Fer ♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Eu não costumo ler crônicas regularmente, mas de vez em quando surgem umas que são impossíveis de não serem lidas. Não conhecia o autor e nenhuma de suas obras, mas saber que ele se tornou um dos seus favoritos logo de cara me deixou extremamente intrigada e curiosa para ler esse livro também.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá, eu ainda não conhecia a obra mas você falou tão bem do livro e do autor que só me deixou curiosa para conhecer. É tão bom quando um livro nos surpreende dessa maneira, você não gostou das 4 primeiras mas as outras te conquistaram. É muito bom quando isso acontece.

    ResponderExcluir
  4. Uma coisa que reparei nas suas fotos do livro, foi o numero de flags nas páginas e isso já mega atiça minha curiosidade. Não conhecia o autor e fiquei bem interessada.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Não conhecia o livro, nem o autor, mas a sua resenha tão empolgante me contagiou.
    Gostei da premissa e ao ler as suas impressões fiquei com muita curiosidade.
    Adorei a dica.
    ‪Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Oi Leticia, tudo bem?
    Não conhecia esse livro ou autor ainda, mas adoro livros de crônicas, então fiquei interessada!
    Que bom que você não desistiu e deu prosseguimento na leitura, já que você acabou gostando tanto das histórias do autor.
    Espero ter oportunidade de realizar em breve essa leitura.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, vi esse livro em outro blog e mesmo gostando de ler crônicas, o livro não me cativou, o enredo em si achei meio sei lá, com certeza não leria, e mesmo você gostando e falando bem do livro, eu deixaria passar a dica.
    bjus

    ResponderExcluir
  8. Olá Letícia,
    Ainda não conhecia nem o autor nem o livro, mas confesso que fiquei bem curiosa, principalmente pelo fato de você ter dito que o autor consegue se expressar bem.
    Ainda bem que você retomou a leitura após essas quatro primeiras crônicas que não te agradaram!
    Espero que você leia outros livros dele e curta.
    Já anotei a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  9. As últimas crônicas que li não me agradaram tanto, então tô com certo receio de ler tão cedo... Mas pelo que você disse, preciso ler logo! Você disse que a forma que ele cria as críticas fazem rir, isso me lembrou Douglas Adams e aumentou minha curiosidade! Adorei os desenhos no início das crônicas!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  10. Oi, Leticia
    Lendo sua resenha estou até me arrependendo de não ter solicitado esse livro. Que bom que gostou tanto assim, e se apaixonou pelo autor.
    Gostei de saber que o livro é assim tao bom.
    Gosto de crônicas e acho que me daria bem com o livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Não conhecia o autor nem o livro,curto bastante crônicas e acho que gostarei desse livro.. com certeza já incluido na minha listinha desse ano ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/04/resenha-nove-regras-ignorar-antes-de-se.html#comment-form

    ResponderExcluir
  12. Adorei saber sobre esse livro! Eu conheço alguns escritos do autor justamente por acompanhar o jornal Gazeta do Povo, pois sou curitibana. Não sabia que havia esse livro e adoro o gênero crônicas. Curti muito a sua experiência de leitura, flor, que envolveu uma honesta "crise" inicial – aquela breve decepção que logo foi substituída por uma empolgação incontida (rs). Com certeza quero sentir o mesmo!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  13. Helloo, Leticia! Tudo numa nice?!
    Eu não conhecia o autor e nem o livro, também nem todas as outras obras dele citadas. Acho que porque é um gênero que nunca tive contato, talvez por isso eu não o conheça. É sério, nunca li uma crônica. Eu fui me familiarizar um pouco com o gênero conto a pouco tempo também. Eu também dessa ideia de parar quando a leitura não está fluindo. Mas eu realmente para por um tempo para poder me desvencilhar de qualquer sentimento que possa prejudicar a minha apreciação da obra. Mesmo com toda sua empolgação eu ainda não sei se leria pelo simples motivo de que eu gostaria de ler um pouco mais sobre o gênero para ter certeza ou não se é meu estilo.
    Ótima resenha.
    Beijin...

    ResponderExcluir
  14. Olá tudo bom?
    Conheci esse livro garimpando algumas resenhas em blogs e só posso dizer que simplesmente adorei saber um pouco mais sobre ele! Mesmo não tendo o costume de ler crônicas, a forma como o autor desenvolve suas crônicas me chamou a atenção então o livro se encontra na minha lista! rs

    Beijos!
    @PollyanaCampos
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  15. Oi Letícia, eu não conhecia a obra ainda e confesso que você me deixou super animada para ler ele o quanto antes. Eu sou suspeita de falar pois adoro um bom livro de crônicas, e pelo que você comentou parece ser muito boas, e isso já me incentiva a ler o livro, certo que entrou para a minha lista.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Não conhecia essa obra e nem o autor, mas achei bem interessante o fato dele abordar vários assuntos nas suas crônicas, e ainda por cima ter algumas ilustrações.
    Por mais que eu tenha gostado bastante de sua resenha e de ver sua empolgação com a obra confesso que não me interessei bastante por ela, por não fazer meu gênero, e principalmente pelas crônicas serem críticas

    ResponderExcluir
  17. Olá linda,
    Sou fã demais de contos e crônicas que fico com os olhos brilhando quando vejo resenhas de livros desse gênero porque sempre me rendem boas leituras e dias imaginando coisas.

    Indico as crônicas de Fernando Sabino e Luís Fernando Veríssimo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu não conhecia nem o autor e nem a obra dele, não leio muito crônicas pois é difícil achar alguma que me agrade de verdade.
    Essas parecem ser boas, porém o livro não chamou muito minha atenção. Talvez se eu desse uma chance, minha opinião fosse totalmente diferente, né?!

    Abraços, Lara.
    http://imperioimaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir