11 de março de 2015

[ Resenha #103] A Vida do Livreiro A. J. Fikry - Gabrielle Zevin

Titulo: A Vida do Livreiro A.J. Fikry
Autora: Gabrielle Zevin
Editora:  Paralela
Páginas: 192
Li em e-book
Avaliação: 4/5

Sinopse: Uma carta de amor para o mundo dos livros “Livrarias atraem o tipo certo de gente”. É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é “Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo”. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos. 

-------------------------------------------- *--* --------------------------------------------

Em uma pacata ilha bem longe do que pode se chamar de cidade, está Alice Islands um lugar onde todos os moradores se conhecem e sabem uns da vida do outro. É neste pequeno lugar que fica a Island Books a livraria de A. J. Fikry. 

Contado em terceira pessoa o livro de poucas páginas, traz para o leitor uma vastidão de informações e acontecimentos marcantes. A. J Fikry é um homem ranzinza, mesmo que não seja idoso, vivi sozinho e cuida da sua livraria (a única em toda a ilha), têm seus gêneros favoritos e se recusa a comprar livros que acha perda de tempo ou de dinheiro, todos os dias têm uma mesma rotina, correr, abrir a livraria, mandar sua balconista embora quando dá o horário, fechar a livraria, ir para casa (no segundo andar da livraria), comer qualquer porcaria e se encher de bebida, pois é sempre quando está bêbado que sua esposa aparece e lhe traz um pouco de felicidade. Sim, A.J. é um viúvo e desde a morte de sua mulher que ele vive enclausurado em seu próprio casulo.

Fonte: Por Uma Boa Leitura 


Em uma destas noites de bebedeira, A.J. perde seu bem mais precioso, um livro que comprou em um daqueles basares que os americanos fazem no quintal de casa, o dono do livro provavelmente não fazia ideia do quanto ele custava, pois o livreiro comprou ele por uma barganha, o livro em questão era uma coletânea de pequenas obras escritas por Edgar Alan Poe, quando ele ainda nem pensava em ser escritor, definitivamente um livro raríssimo. E era com o dinheiro da venda deste livro que ele pretendia dar um jeito em sua vida, pois a livraria não estava indo muito bem, desde a morte de sua mulher ele mal sabia o que era ter eventos para alavancar vendas. 

No meio desta confusão toda o livreiro se torna amigo do delegado Lambiase, que é um exímio leitor de Literatura Policial. Além também de dar uma chance a novos livros para o seu negócio através da representante de uma editora a senhorita Amelie. Amelie e Lambiase logo se tornam pessoas importantes na vida de A.J. que mesmo sendo um homem jovem, morreu alguns anos por dentro.

Fonte: Open Page 


Como não citar livros, quando se lê um livro que tem como plano de fundo os livros. A autora teve todo o cuidado de citar inúmeras obras e fazer pequenas recomendações de cada uma ao início de cada capítulo em formato de diário, escrito pelo próprio A.J. para uma pessoa mais que especial. Além de deixar solto ao longo da narrativa, pequenas citações de livros e autores famosos. É claro que também não poderiam faltar os clubes do livro, as tardes de autógrafos e as intermináveis conversas sobre as obras e seus autores. 

Ao decorrer das primeiras páginas além de A.J. ter perdido seu livro mais valioso, achou um bebê dentro de sua livraria, o que ele não sabia era que aquele bebê lhe traria muitas coisas novamente, como o brilho para a vida. 

O livro carrega consigo muitas surpresas, revelações, mistérios, alegria, tristezas e principalmente uma vastidão de personagens que se encaixam e se alinham perfeitamente em todos os pontos-chave da narrativa. É um livro curto, mas cheio de ensinamentos e passagens da vida de pessoas que lutam para serem felizes, sejam quais forem as consequências. 

Recomendo a leitura, e tenham sempre post its a mãos ou papel e caneta, para anotarem as ótimas recomendações. 
Boa leitura !! 
Beijinhos da Lêeh 

- Mandem ideias de post e assuntos que querem saber aqui no blog, eu leio tudo com muito carinho e com certeza se a ideia estiver ao meu alcance , virará post. 

                                             Instagram  | Fan Page | Skoob Twitter | YouTube



Um comentário:

  1. Oi amiga, eu nunca tinha parado para ler uma resenha desse livro e confesso que amei demais a sua resenha. Um livro que nos passa sentimentos, milhões deles, eu adoro demais, mostra que o livro não traz uma história qualquer.

    E esse bebe que ele acha na livraria menina? Fiquei curiosa e quando puder lerei esse livro com certeza.

    Amei sua resenha.

    bjs

    ResponderExcluir