16.9.14

Voo























Ao sentar em frente a janela
Encontro-me fumando um cigarro
Apreciando a paisagem
Escrevendo talvez
Porém nada de novo
Minha vida é baseada em rascunhos
obra-prima ainda não existe 
Mas virá à acontecer.

Ao me olhar no reflexo da janela
Percebo que estou vivendo em uma grande ilusão,

Uma vida tão sorrateira que nem encontro-me maisPreciso encontrar-me, encontrar minha paz
O barulho da brisa ensurdece-me.As fagulhas restantes do sol,
batem em meu rosto sem dó.
A lua está quase chegando, 
as estrelas vem acompanhando
Algo bem tardio.
Somente quando a última estrela paira no céu,
Eu me levando,
paro em frente ao parapeito, 
e finalmente sinto-me voar.

                                                 
                                                 Luan Reis.









2 comentários:

  1. Adorei o texto, acho lindo esse dom de escrever textos, poesias e etc.
    Queria muito ter essa criatividade toda.
    Amei, beijos
    http://princesasviciadasemmoda.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto, e isso é um dom maravilhoso de quem sabe escrever. Parabéns!
    Grande beijo,
    Gabrielle G. - Blog ABCD dos Livros
    http://abcddolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir