30 de agosto de 2014

Texto: Objeto

Galera!


Seu esmalte vermelho desgastado, e suas mãos pequenas emboladas entre as pernas, enquanto sua maquiagem borrava com a lágrima que lhe corria.

Sentia frio e como sempre medo.
Sentada em frente a porta de um botequim agora fechado, observando a luz falha piscando no poste.

Que vida era aquela?
Se perguntava sempre que tinha de vestir seus shorts curtos.
Alguns já surrados pelo tempo.

Ouve- se uma buzina e voz bêbada,
Um último suspiro, uma lágrima retraída.

A sociedade julgava e a humilhava sem conhecer.
Vida dura,
O pai dependente e a mãe doente, lhe deram as costas.

Seria pagar pecado?
Com dezesseis anos sofrendo maus tratos
sem sonhos, sem perspectivas,
somente passando pela vida.

Quem era aquele homem?
Que segredos escondia?
Será que sua família também sofria?

Lágrimas
Gritos
Sofrimento
dor

As luzes feitas no cabelo como chamativo,
O corpo usado como atrativo e vendido como objeto.

No coração um deserto,
O mundo seu inferno.
Alguns ainda a chamam de vadia.

→Objeto←


Por: Alyne Lima

Encontre mais textos no instagram: @despropositos e também no Blog Meus Despropositos.

Comentem o que acharam do texto.


2 comentários:

  1. Achei um texto triste e tenso, fique com pena dessa menina, que vida ruim... :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita Luan!
      Realmente muito triste a vida dessa garota e mais triste ainda saber que existem quantas nesse mundo passando por isso. :/

      Excluir