27.10.13

Tag literária: 4 histórias que eu viveria.

Hey,meus amores! Nesse fim de semana,eu vou apresentar a vocês quatro histórias que eu viveria( todos eu amo demais !).Esse post foi pensado pela Leeh e produzido por mim.


  1. O ladrão de raios ( Série - Percy Jackson e os olimpianos)  


Sinopse:
O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.
O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos - jovens heróis modernos - terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.
  • O porquê da minha vontade de habitar essa história: Bom,eu comecei essa saga por influência de amigos e hoje posso dizer,que sou uma verdadeira fã,que amo cada pedaço do mundo que rick criou,amo tanto que se pudesse queria viver lá,queria habitar os chalés,ser filha de uma deusa(o) grego,fazer amizades que eu pudesse contar para o resto da minha vida( grover,silena,charles,amo vocês <3) e enfrentar MUITOS desafios com eles.Eu simplesmente amo demais tudo aquilo,exatamente tudo.
 2. Divergente - Veronica Roth ( Trilogia Divergente)

Sinopse:
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível.
Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive
  •  O porquê da minha vontade de habitar essa história: Essa foi a primeira distopia que eu li e como eu já falei na resenha do blog,me apaixonei totalmente.Eu amo a escrita de Veronica,amo a complexidade do mundo dela e o modo como quando tudo está certo,algo dá errado.Aí,vocês, me perguntam: Você realmente quer viver em um mundo assim? E,eu digo que sim,que se possível não pensaria duas vezes.Para mim,foi algo totalmente novo e viver em um lugar assim seria totalmente desafiador,inacreditável e ''be brave''.   
 3. Na estrada - Jack Kerouac
Sinopse: 
  Sal Paradise é o narrador de 'On the road - pé na estrada'. Ele vive com sua tia em Nova Jersey, Estados Unidos, enquanto tenta escrever um livro. Em Nova Iorque, conhece um andarilho de Denver de personalidade magnética chamado Dean Moriarty. Dean é cinco anos mais novo que Sal, mas compartilha o seu amor por literatura e jazz e a ânsia de correr o mundo. Tornam-se amigos e, juntos, atravessam os Estados Unidos, de New Jersey até a Costa Oeste, deparando-se com os mais variados tipos de pessoas, numa jornada que é tanto uma viagem pelo interior de um país pela Rota 66 quanto uma viagem de auto-conhecimento - de uma geração assim como dos personagens.
  • O porquê da minha vontade de habitar essa história: Eu sei que se vocês forem olhar meu skoob irão perceber que abandonei esse livro,mas não abandonei por achá-lo ruim,com uma história péssima e escrita ruim,abandonei-o por estar concentrada em outras histórias,em outras coisas do que no enredo do livro.Prometi para mim mesma que retomaria a leitura,porque,para mim,esse livro é maravilhoso.Enfim,eu tenho dois sonhos na vida,que é me formar e viajar muito e esse livro retratou meu segundo sonho de uma forma crua,real,de como é uma viagem completa: aquela que não há apenas o objetivo de curtir a vida,mas de solucionar as perguntas que ecoam profundamente acerca de sua vida e pensando junto com Kerouac,é essa viagem que tenho em mente para daqui a alguns anos.É essa a razão do meu verdadeiro sonho de habitar esse livro . 
 4.  As vantagens de ser invisível - Stephen CHBOSKY

Sinopse: 
Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe – a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências –, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela. As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir “infinito” ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário. Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.
  • O porquê da minha vontade de habitar essa história: Todas as histórias que estão aqui fazem parte do meu coração e essa não é diferente.Eu queria viver nessa história,porque eu queria ser amiga de Charlie,lendo o livro eu me senti assim,me senti próxima dele e ele próximo de mim,como se fosse amigos para todos os problemas e mais ainda, assim como ele eu também sou feliz e triste ao mesmo tempo(é muito possível),eu me senti sendo da turma dos desajustados,junto com Sam e Patrick,em dado momento,eu já não sabia se tudo era ficção,pois é tudo tão existente e real.Eu realmente me senti infinita,obrigada por isso,Sthephen.Obrigado,Charlie,Sam,Patrick e todos os demais desajustados.
E assim termino mais uma postagem do fim de semana! .Lembro-lhes que dois dos quatro livro citados aqui,há resenhas no blog. Espero que você tenham gostado,comentem se já leram os livros acima ou o que acham deles.
Com amor,Yasmin.
*P.s: A imagem do post não ficou tão legal,desconsiderei,por favor! kkkkkkkkkkkkkkk

Nenhum comentário:

Postar um comentário