4.4.14

[ Resenha #52] A Última carta de amor - Jojo Moyes

Titulo: A última carta de amor
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 384
Avaliação: 5/5

Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.



"Um romance pungente que vai fazer o seu coração flutuar". 

[Heat]  

Em A última carta de amor, senti uma pequena semelhança com o filme Cartas para Julieta, quem já viu o filme e gostou, recomendo a leitura deste romance gostoso e leve da Jojo. Em algumas partes do livro , na capa por exemplo diz que o livro é tão emocionante que vai lhe fazer chorar, eu diria que ele é tão bom que vai lhe fazer repensar muitas coisas e deixar com que você reflita sobre decisões mal resolvidas ou coisas que você sabe que o ponto final ainda não foi colocado. 

O Livro narra em terceira pessoa a história de Ellie, uma jornalista que a muito tempo não consegue escrever algo realmente bom, uma mulher que para as amigas já passou da hora de casar e que ainda por cima está envolvida com um homem casado. O jornal onde Ellie trabalha esta mudando de prédio, tanto por fatos estéticos quanto pelo prédio antigo estar realmente muito velho. Neste meio tempo entre a mudança para o novo prédio e a desocupação do antigo, Ellie é designada por sua chefe a escrever um artigo sobre romances antigos que já foram relatados no jornal, sendo assim a mesma começa a revirar papeis e jornais antigos que ficam arquivados na biblioteca/arquivo. Em meio a uma destas reportagens ela encontra uma carta bem antiga, que aparentemente é de um homem muito apaixonado e resolve procurar pistas para encontrar o casal de trocava cartas, afim de escrever um de seus melhores artigos e voltar a ser a antiga Ellie.

Clique em mais informações para continuar a leitura. 






" Eu estava muito zangado aquela noite. Desconfio que já estivesse apaixonado por você, mas nós homens somos totalmente incapazes de enxergar o que está na nossa frente. Foi mais fácil fazer meu desconforto passar por algo inteiramente diferente. " p.128 



Depois que Ellie começa a investigar de onde saiu aquela carta, o livro faz uma volta aos anos 60, e começa a nos relatar como tudo começou. Jennifer, a jovem para a qual a carta estava endereçada, naquele ano de 1960 havia acabado de sair de um terrível acidente de carro e pouco se lembrava daquele dia, a unica coisa que sabia era que seu marido recusava-se a mencionar qualquer que fosse a causa. A moça no entanto, sem ter nem um pouco de amor pelo marido, começou a achar dentro de seus pertences cartas de um homem galanteador e muito apaixonado, ela recusou-se por muito tempo a acreditar que tivesse um amante, mas todos os indícios indicavam que uma das causas do acidente teria sido esse amor proibido


" Dizia-lhe que a amava , várias e várias vezes, deleitando-se com o aspecto das palavras no papel. " p.143


Por um longo tempo, o livro narra toda a história de Jennifer e de seu amante um famoso jornalista da época. Esse jornalista no entanto era um homem que viaja muito e eles sempre acabavam no desencontro. 
Novamente, em Ellie agora nos dias atuais o livro vai fazendo com que percebamos algumas semelhanças e incertezas nas vidas de Ellie e Jennifer o que de certa forma é bem interessante. Entre reencontrar o casal de amantes e viver sua vida , a jovem jornalista andava deprimida e um pouco perdida, o homem que ela amava tinha esposa e filhos e ela estava a procura de dois amantes que eram verdadeiramente apaixonados, será que os dois conseguiram viver juntos ? Ou, um não teve coragem de largar tudo ?


No decorrer da história ainda conhecemos Ruaridh um jovem estagiário que ajuda ao velho bibliotecário a organizar todo o arquivo do jornal Nation. Ruaridh , vai ajudar Ellie em muitos aspectos e entre algumas longas buscas,será que eles vão encontrar o casal ? E os dois estarão juntos ?  Isso eu não vou poder responder, mas leiam e descubram. 

A diagramação do livro está impecável, a capa e a contra capa têm formato de carta. Cada inicio de capitulo tem um trecho de uma carta verídica. ( No final do livro a autora agradece a todos que colaboraram com as cartas , e-mail, sms , etc que compõem o inicio de cada capitulo.). Eu gostei muito da leitura e achei bem fluida, a escrita da autora é muito boa e tem uma passada rápida, o que acaba nos proporcionando uma leitura rápida e leve. Sem que os acontecimentos saiam acontecendo sem ter um motivo plausível. A única coisa que não me ocorreu foi o choro que na capa e em algumas menções ao livro, presentes nas primeiras páginas insinua, eu no entanto, fiquei até um pouco frustada nesse aspecto, espera a cada capitulo o momento em que ia chorar e não aconteceu, fora isso o livro é sensacional. 

" Não houve nenhum caso entre nós. Se você tentar sugerir o contrário, deixarei claro que foi tudo imaginação sua." Homem para mulher, por carta, 1960 - Inicio do cap. 20



Beijinhos da Lêeh, espero que tenham gostado!
Deixem o comentário de vocês se já leram , querem ler ou ficaram com vontade de conhecer o livro depois da resenha. 
Até a próxima.

9 comentários:

  1. Sempre vejo esse livro por aí e fico curiosa...
    Até gosto de Cartas para Julieta... Por mais que às vezes eu acho que não gosto, sempre assisto quando está passando na TV, então não sei como isso pode ser não gostar hauahuaha

    Não sabia desse negócio das cartas verídicas no começo dos capítulos, me deixou ainda mais curiosa pra ler...

    Beijos

    http://subexplicado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tinha esse livro a seculos Cah, mas nunca tive vontade de ler. Peguei e gostei bastante é muito bom !!

      Excluir
  2. Eu li adorei, e agora preciso comprar o livro físico para guardar com a minha coleção .... muito boa sua resenha, dá uma puta curiosidade de ler o livro ..... Parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claudia, ameiii seu comentário muito obrigada pelo carinho.

      Excluir
  3. Aaa ainda não lii nenhum livro do Jojo Moyes :( ... mas esse acabou de entrar para a minha lista haha.

    http://maisumleitor.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que minha resenha lhe fez querer ler esse livro, estou doida para ler outra coisa dessa autora.

      Beijos

      Excluir
  4. Há muito tempo quero ler esse livro,mas ainda não tive oportunidade e ler a sua resenha e o comentário de outras pessoas sobre esse livro, me deixa com mais vontade de lê-lo. E gosto muito do filme Cartas para Julieta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo só senti falta da tal parte que todos dizem que choraram...
      Cartas para Julieta é muito bom e me lembrou bastante enquanto eu li esse livro.

      beijinhos

      Excluir
  5. Fiquei ainda mais ansiosa pra ler... Parabéns!

    ResponderExcluir