29.3.14

[Resenha #51] O Grande Gatsby - F. Scott Fitzgerald

Olá gente, eu sei que eu ando meio sumida, mas essa época de provas no colégio fica um pouco dificil para mim atualizar as leituras e a resenha, eu fico meia sem tempo, mas eu não estou aqui para falar da minha agenda, hoje eu vim falar sobre o clássico da literatura estrangeira, O Grande Gatsby. Só pra lembrar, quando eu falar da edição e a diagramação do livro, eu estarei falando da mesma edição desta da foto aqui ao lado, que é a que eu li.

Titulo: O Grande Gatsby
Autor: F. Scott Fitzgerald
Número de Páginas: 288
Editora: Tordesilhas

Avaliação: 3/5

"E assim avançamos, barcos contra a corrente, incessantemente empurrados de volta ao passado."

Um pouco da história...

Para quem não conhece, este livro conta a história de Gatsby e seu amor de "infância" por Daisy, a narrativa é em primeira pessoa, e ao contrário do que você deve estar pensando, quem conta a história não é o Gatsby e sim seu vizinho, Nikki. Gatsby é muito rico e sua casa é enorme, ele promove várias festas por nenhum motivo aparente no início, mas sua casa está sempre cheia de gente famosa, ou não. Daisy é casada com Tom Buchanan, tem um filho e é traída pelo marido debaixo de suas fuças.

 Edição e Diagramação

Honestamente, eu gostei bastante da diagramação e da edição do livro que eu li, no final do livro tem o texto de cartas que o autor mandou para o editor do livro e apesar da capa ser a do filme, que eu irei assistir em breve e pensarei em fazer resenha, se ignorar a capa o livro está em perfeitas condições.

O que eu achei...

Eu peguei este livro para ler achando que era um romance meloso, que eu ia derreter enquanto lesse as páginas e, sim, por incrível que pareça eu estava atrás de um romance meloso, MAS não foi exatamente isto que eu encontrei. Além do próprio Gatsby não teve nenhum outro personagem que eu realmente me afeiçoei, eu não gostei da Daisy, achei ela muito escrota e muito menos do Tom Buchanan. Dei três estrelas para o livro porque eu considerei esse livro bom, mas nada que tenha me provocado grandes sensações ou algo necessário que todo mundo leia nem nada disso, é um livro bom para se distrair. Uma coisa que eu gostei nele foi o fato de que a história que aconteceu ali, por alguns ângulos não todos, poderia ser uma história real e é diferente de todas as histórias que eu li.

Então é isso gente, espero que tenham gostado da resenha, a próxima acho que é de Alice, naquela edição linda da Zahar, vou rechear de fotos. Um grande beijo e até a próxima.









6 comentários:

  1. Excelente resenha. Eu já li esse livro e também não achei lá grandes coisas. É interessante, mas não é o tipo de livro que a gente pensa "Nóóósssaaaa véioooo! Que massa!" Está mais para um "Poh, legal". :)

    O POETA E A MADRUGADA
    opoetaeamadrugada.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, achei que fosse a única no mundo que pensou o mesmo! hahaha
      Que bom que você gostou da resenha!

      Beijos e até a próxima!

      Excluir
  2. Menina já passei varias vezes pela livraria e via capa desse livro, mas nunca tive a menor vontade de pegar e descobri o que contava. Sua resenha ate me deixou curiosa mas não o suficiente para comprar, não sei por que pelo que você falou os personagens não encantam.

    http://loucaescrivaninha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim, o mais interessante é o Gatsby mesmo e alguns foram bem cafajestes, as atitudes deles não me ganharam! Mas, você pode gostar, dê uma chance, se quiser, claro!

      Beijos

      Excluir
  3. Oi Leeh!! Que coisa amiga, eu adorei este livro, hehehe.
    Procurei justamente esta edição por causa dos extras, que as outras não tem. É que eu gosto de livros escritos antigamente, acho as narrativas bacanas.
    Se pensar que o livro foi escrito em 1924, e ele trouxe a traição, a ganancia, a guerra, tudo isso em um livro, numa época que a 2º Guerra esta gritando no mundo... Enfim, eu gosto do contexto todo, não só do livro.

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alessandra, fui eu que escrevi a resenha, Maria Antônia, hahahaha! Prazer!
      Eu não vi tanto contexto histórico ser retratado no livro não, pelo menos não a parte da guerra, e eu também gosto de livros históricos, eu gosto bastante de História, na verdade. E assim como você, também gosto bastante dos clássicos, tipo O Morro dos Ventos Uivantes que é de 1847, gosto muito, comprei "Gatsby" achando que ia gostar também, uma pena que não foi dessa vez!

      Beijos

      Excluir