18.1.14

[Resenha Livro + Filme] Carrie, a estranha - Stephen King

Olá gente, hoje eu vim fazer a resenha do primeiro livro do mestre do terror e não sei nem por onde começar, vou começar então contando um pouco sobre o livro, a sinopse, depois a minha opinião sobre o livro, a obra independente do filme e por ultimo filme e obra. Não falarei de edição e diagramação, pois eu li o livro por pdf mesmo e não tem como falar disso e os filmes eu assisti só os dois últimos. A primeira adaptação para as telas eu não encontrei, mas vou procurar depois e talvez eu faça uma nova resenha, mas só sobre o filme!

Autor: Stephen King <3
Número de Páginas: 200
Avaliação: 5/5
Editora: Suma de Letras


A História do Livro

O livro conta a história da Carrie White, como dá pra imaginar por causa do titulo do livro, ela tem uma vida díficil, principalmente para uma jovem de mais ou menos 17 anos em seu último ano escolar. Digamos que ela não é normal, ela não se envolve com os alunos, ela não tem amigos, ela não faz festa da aniversário, ela tem uma mãe esquisita, se veste diferente... Já dá pra imaginar como as colegas dela recebem esse jeito "particular" da Carrie.
Desde muito nova, as colegas dela já perturbavam ela por causa do seu jeito, mas nada foi como o episódio no banheiro. Sua mãe era uma mulher muito religiosa, muito religiosa mesmo e isso impediu de que ela conversasse sobre certos assuntos íntimos com a Carrie, até que certo dia, após a aula de Educação Física na hora do banho começou a descer sangue, vulgo menstruação, das pernas de Carrie e meio que já dá pra imaginar como as colegas reagiram.
Daí desencadeia a história, Carrie nunca passou por uma vergonha tão grande como aquela e para algumas colegas dela a brincadeira não tem limite. O Baile de Formatura se aproxima, tragédias se aproximam e leiam o livro!

Minha opinião sobre o livro e os personagens

A maioria dos personagens tem influência na história e eu nunca vi personagens tão bem construidos. Uma coisa muito interessante na construção do livro é que você sabe de ante mão o que vai acontecer, mas não sabe como, e como vai acontecer é o que realmente importa naquele momento.
Carrie White com o passar do livro vai amadurecendo, vai sabendo o que ela realmente quer, vai deixando de ser tão ingênua, diferente de como ela é no começo do livro.
Margareth White, esta só fica mais dura e fria com o passar do tempo, ela te choca porque você não acha normal uma mãe ser assim com uma filha, ser tão dura e impiedosa, utilizando palavras da Biblia somente quando lhe convém.
Tomy Ross e Sue Snell, por estes sim eu me apeguei, Tomy é um típico garoto apaixonado e com a cabeça no lugar e a Sue é encantadora, foi a personagem mais humana que eu encontrei no livro, no sentido de ter compaixão e se arrepender dos seus erros.
O livro também tem um formato bem interessante, além de contar os relatos do que realmente aconteceu ele é entrecortado por recortes de jornais, de livros, de revistas, depoimentos do futuro. Então, você acompanha várias visões, o que aconteceu antes do baile realmente, suposições de coisas que aconteceram depois do baile e tudo mais, mas de uma forma que não confunde o leitor e eu achei isso interessantíssimo. Ah, só uma coisa, Stephen King é um serial killer, nunca se apegue, em hipótese alguma, a algum personagem. hahahaha.
Outra coisa, para quem estiver achando que a primeira parte está chata, como eu vi algumas pessoas dizerem, não pense que o livro é ação o tempo inteiro, o livro mexe com a fragilidade de uma garota, não é um relato da Segunda Guerra Mundial, tudo que ele diz no começo do livro é muito necessário, que adianta se jogar em um livro cheio de ação se você nem conhece os personagens?

Os Filmes

Carrie, a estranha (2013)

Em primeiro lugar, quando viram quem iria interpretar a Carrie apontaram logo o dedo para dizer coisas do tipo: Nossa, essa menina não tem cara de Carrie, ela nunca vai fazer bem este papel! Eu não analiso desta forma, eu não tô nem ai se a atriz tem ou não a cara da forma como eu imaginei e sim se ela vestiu a carapuça de Carrie, se ela se transformou na personagem sofrida e tudo, eu acredito mais no potencial que a atriz pode ter na atuação e não se a aparência dela coincide.
Em segundo lugar, eu presto atenção também na semelhança da história do livro e a história do livro.
Para mim isso é o que realmente conta e se faz necessário, então, já entendam de que forma eu analisei um contra o outro.
Nesse filme eu não gostei da atuação da Chloe (menina da foto), achei a atuação dela muito forçada, acho que ela não entrou no personagem, ela não sofreu, ficou parecendo filme de sessão da tarde e não é assim, tem sentimento na história, tem a dor da humilhação, a dor de ter que obedecer sua mãe mesmo quando sabe que tem alguma coisa errada e acho que ela não conseguiu passar isso.
A atriz que interpretou a Margareth White, que eu gosto muito, a propósito, fez muito bem, esta sim vestiu a personagem, mas eu não gostei muito do filme ao todo, achei que ficou desconexo, não passou a dor que o livro passou.
O maior ponto positivo que eu achei foi que as coisas foram mais bem explicadas do que o filme de 2002.

Carrie, a estranha (2002)

Gostei muito da atuação, não só da Carrie, mas de todos os personagens mesmo. O Tomy parece com o do livro, a Sue, não estou falando da aparência, mas sim da personalidade. O baile foi muito bem feito, você fica apreensivo e quer saber o que vai acontecer em seguida. Sem contar que a distribuição de cenas do futuro pro passado ficou muito boa e no filme de 2013 não existe, só mostra o que aconteceu e nenhuma parte dos relatos posteriores que eu gostei tanto. No final do filme a Carrie se torna realmente amedrontadora, como ela realmente fica no livro, mas eu acho que em comparação filme e livro os dois filmes pecaram na construção do final. Este filme principalmente, que deu um final próprio, bem diferente do livro.

Então é isso gente, espero que vocês gostem da resenha, eu tentei passar tudo que eu senti lendo o livro e assistindo os filmes, tentei dizer os pontos positivos e negativos e explicar basicamente e sem spoilers um pouco mais sobre o livro, espero ter sido bem sucedida.



Um grande beijo e até a próxima, acho que terá resenha do livro Por Isso a Gente Acabou semana que vem! :*




14 comentários:

  1. Olá Maria!
    Eu li o livro no final do ano passado e realmente amei! É fantástico!
    Estou tomando coragem para assistir ao filme ainda, sou muito medrosa, rs.
    Mas a sua resenha, e vou procurar assistir a versão de 2002 também!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme nem faz medo, relaxa! Eu não assisti a primeira versão, de acordo com minha mãe é muito boa! Vou procurar assistir, mas entre a versão de 2002 e a do ano passado a de 2002 está muito melhor, recomendo, Ana.

      Beijos

      Excluir
  2. Hey!
    Eu ainda nao li o livro, mas pretendo. Me parece uma leitura bem rápida. Assisti ao filme de 2002 há um bom tempo, tanto que nem me lembrava direito quando assisti à adaptação mais recente. Prefiro a primeira, apesar de ter achado a de 2013 mais perturbadora.

    beijos,
    http://leitoraemtransicao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia o livro, é melhor do que o filme, principalmente os recortes que intercalam o livro!

      Beijos, Jéssica

      Excluir
  3. Olá, minha querida! Obrigado pela visitinha ao meu Pé de Página! Será sempre bem vinda. Agora vamos ao comentário! A resenha ficou ótima! "Carrie, a estranha" é um clássico do cinema internacional. Beijos, Igor Gonçalves

    meupedepagina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um clássico muito bom por sinal, haha. Obrigada, Igor!
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Maria, estou tentando criar coragem para ver o filme, sou muuuito medrosa e não sei se aguentaria ver até o final. kkkkkk
    Mas gostei da tua resenha e por isso vou cria coragem e assistir de uma vez. :p

    Beijinhos
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista mesmo Jessica, tenho certeza que não irá se arrepender.
      Ah, não esqueça de ler o livro, que é ainda melhor.

      Beijos :*

      Excluir
  5. Oiii..
    Ah este livro e filme, está sendo muito comentado por aí..
    Até pensei em assistir, mas sou muito medrosa..haha
    Gosto da atriz, mas acho que vou pular esta..haha

    Beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Letícia, são muito bons e não são muito assustadores, confie. Eu nem considero mesmo um terror, eu acho que é mais suspense, misturado com ficção, não vi mt terror não. Pelo menos no livro não.

      Beijos :*

      Excluir
  6. Dizem..
    Só dizem... que a melhor versão de Carrie é uma de 1900 e alguma coisa.
    Não sei, porque nunca vi nenhuma delas...
    Nem li o livro, apesar de ter vontade.
    Agora essa versão de 2013 eu vou assitir!
    Só por causa do Ansel Elgort mas vou hahaha

    Beijos,
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem mesmo, Paula, mas não achei essa versão de 1900 e alguma coisa. Vou procurar depois e provavelmente vou fazer uma resenha curta ou até adicionar mais alguma coisa aqui nos comentários mesmo.

      Beijos :*

      Excluir
  7. Maria comecei a ler Carrie, como eu prometi estou amando. Se bem que ainda está no começo, vou rezar para eu não parar no meio do caminho rs
    beijinhos s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que se você lesse e não gostasse eu cortaria sua garganta e faria ela de bola de basquete! Brincadeira, hahahaha, ou não!

      Beijos

      Excluir